Lovely Dreams
 

 
Pensamento do dia: "Aquilo que vale, não é o quanto fazemos, e sim, como fazemos!"
 
 
   
 
segunda-feira, junho 09, 2003
 
5 GRANDES LIÇÕES:
>>>>
>>>>Primeira importante lição:
>>>>
>>>>Durante meu segundo mês na escola de enfermagem, nosso professor
>>>>nos deu um question?rio. Eu era bom aluno e respondi r?pido todas
>>>>as quest?es até chegar a ?ltima que era: "Qual o primeiro nome da
>>>>mulher que faz a limpeza da escola?" Sinceramente, isso parecia
>>>>uma piada. Eu j? tinha visto a tal mulher v?rias vezes. Ela era
>>>>alta, cabelo escuro, l? pelos seus 50 anos, mas como eu ia saber
>>>>o primeiro nome dela? Eu entreguei meu teste deixando essa
>>>>quest?o em branco e um pouco antes da aula terminar, um aluno
>>>>perguntou se a ?ltima pergunta do teste ia contar na nota. "?
>>>>claro!", respondeu o professor. "Na sua carreira, você encontrar?
>>>>muitas pessoas. Todas têm seu grau de importância. Elas merecem
>>>>sua atenç?o mesmo que seja com um simples sorriso ou um simples
>>>>"alô". Eu nunca mais esqueci essa liç?o e também acabei
>>>>aprendendo que o primeiro nome dela era Dorothy.
>>>>
>>>>
>>>>Segunda liç?o importante:
>>>>
>>>>Na chuva, numa noite, estava uma senhora negra, americana, do
>>>>lado de uma estrada no estado do Alabama enfrentando um tremendo
>>>>temporal. O carro dela tinha enguiçado e ela precisava,
>>>>desesperadamente, de uma carona. Completamente molhada, ela
>>>>começou a acenar para os carros que passavam. Um jovem branco,
>>>>parecendo que n?o tinha conhecimento dos acontecimentos e
>>>>conflitos dos anos 60, parou para ajuda-la. O rapaz a colocou em
>>>>um lugar protegido, procurou ajuda mecânica e chamou um t?xi para
>>>>ela. Ela parecia estar realmente com muita pressa mas conseguiu
>>>>anotar o endereço dele e agradecê-lo. Sete dias se passaram
>>>>quando bateram à porta da casa do rapaz. Para a surpresa dele,
>>>>uma enorme TV colorida estava sendo entregue na casa dele com um
>>>>bilhete junto que dizia: "Muito obrigada por me ajudar na estrada
>>>>naquela noite. A chuva n?o s? tinha encharcado minhas roupas como
>>>>também meu esp?rito. A?, você apareceu. Por sua causa eu consegui
>>>>chegar ao leito de morte do meu marido antes que ele falecesse.
>>>>Deus o abençoe por ter me ajudado. Sinceramente, Mrs. Nat King
>>>>Cole"
>>>>
>>>>
>>>>Terceira importante liç?o:
>>>>
>>>>Sempre se lembre daqueles que te serviram. Numa época em que um
>>>>sorvete custava muito menos do que hoje, um menino de 10 anos
>>>>entrou na lanchonete de um hotel e sentou- se a uma mesa. Uma
>>>>garçonete colocou um copo de ?gua na frente dele. - "Quanto custa
>>>>um sundae?" ele perguntou. - "50 centavos" - respondeu a
>>>>garçonete. O menino puxou as moedas do bolso e começou a
>>>>cont?-las. - "Bem, quanto custa o sorvete simples?" ele
>>>>perguntou. A essa altura, mais pessoas estavam esperando por uma
>>>>mesa e a garçonete perdendo a paciência. - "35 centavos" -
>>>>respondeu ela, de maneira brusca. O menino, mais uma vez, contou
>>>>as moedas e disse: - "Eu vou querer, ent?o, o sorvete simples". A
>>>>garçonete trouxe o sorvete simples, a conta, colocou na mesa e
>>>>saiu. O menino acabou o sorvete, pagou a conta no caixa e saiu.
>>>>Quando a garçonete voltou, ela começou a chorar a medida que ia
>>>>limpando a mesa pois ali, do lado do prato, tinham 15 centavos em
>>>>moedas - ou seja, o menino n?o pediu o sundae porque ele queria
>>>>que sobrasse a gorjeta da garçonete.
>>>>
>>>>
>>>>Quarta importante liç?o:
>>>>
>>>>O obst?culo no nosso caminho. Em tempos bem antigos, um rei
>>>>colocou uma pedra enorme no meio de uma estrada. Ent?o, ele se
>>>>escondeu e ficou observando para ver se alguém tiraria a imensa
>>>>rocha do caminho. Alguns mercadores e homens muito ricos do reino
>>>>passaram por ali e simplesmente deram a volta pela pedra. Alguns
>>>>até esbravejaram contra o rei dizendo que ele n?o mantinha as
>>>>estradas limpas mas nenhum deles tentou sequer mover a pedra
>>>>dali. De repente, passa um camponês com uma boa carga de
>>>>vegetais. Ao se aproximar da imensa rocha, ele pôs de lado a sua
>>>>carga e tentou remover a rocha dali. Ap?s muita força e suor, ele
>>>>finalmente conseguiu mover a pedra para o lado da estrada. Ele,
>>>>ent?o, voltou a pegar a sua carga de vegetais mas notou que havia
>>>>uma bolsa no local onde estava a pedra. A bolsa continha muitas
>>>>moedas de ouro e uma nota escrita pelo rei que dizia que o ouro
>>>>era para a pessoa que tivesse removido a pedra do caminho. O
>>>>camponês aprendeu o que muitos de n?s nunca entendeu: "Todo
>>>>obst?culo contém uma oportunidade para melhorarmos nossa
>>>>condiç?o".
>>>>
>>>>
>>>>Quinta importante liç?o:
>>>>
>>>>Dando quando se conta. H? muitos anos atr?s, quando eu trabalhava
>>>>como volunt?rio em um hospital, eu vim a conhecer uma menininha
>>>>chamada Liz que sofria de uma terr?vel e rara doença. A ?nica
>>>>chance de recuperaç?o para ela parecia ser através de uma
>>>>transfus?o de sangue do irm?o mais velho dela de apenas 5 anos
>>>>que, milagrosamente, tinha sobrevivido à mesma doença e parecia
>>>>ter, ent?o, desenvolvido anticorpos necess?rios para combatê-la.
>>>>O médico explicou toda a situaç?o para o menino e perguntou,
>>>>ent?o, se ele aceitava doar o sangue dele para a irm?. Eu vi ele
>>>>hesitar um pouco mas depois de uma profunda respiraç?o ele disse:
>>>>- "T? certo, eu topo j? que é para salv?-la...". ? medida que a
>>>>transfus?o foi progredindo, ele estava deitado na cama ao lado da
>>>>cama da irm? e sorria, assim como n?s também, ao ver as bochechas
>>>>dela voltarem a ter cor. De repente, o sorriso dele desapareceu e
>>>>ele empalideceu. Ele olhou para o médico e perguntou com a voz
>>>>trêmula: - "Eu vou começar a morrer logo?" Por ser t?o pequeno e
>>>>novo, o menino tinha interpretado mal as palavras do médico, pois
>>>>ele pensou que teria que dar todo o sangue dele para salvar a
>>>>irm?!
>>>>
>>>>
>>>>Pois é, compreens?o e atitude s?o tudo.
>>>>Por isso:
>>>>"Trabalhe como se você n?o precisasse do dinheiro. Ame como se você nunca tivesse
>>>>se machucado e dance como você dançaria se ninguém estivesse olhando."


 

 
   
  This page is powered by Blogger, the easy way to update your web site.  

Home  |  Archives